← Voltar para Poder do Ritmo
Música na Medicina

Pesquisa básica sobre a TaKeTiNa na Associação Internacional de Música em Medicina

Prof. Dr. Ralph Spintge, Presidente da ISMM, Especialista líder em Algesiologia na Sports Clinic Hellersen

 

A Associação para a Música em Medicina é uma associação científica cujo objetivo é pesquisar as conexões entre música, ritmo e terapia médica, além de encorajar o intercâmbio interdisciplinar.

Reinhard Flatischler é membro da Associação desde 1987 e foi eleito para o seu Comitê Científico Internacional desde a sua criação.

No decurso de um projeto de pesquisa de dez anos envolvendo o ISMM, a Hellersen Clinic for Sport Injuries em Lüdenscheid, o Max-Planck Institute for Systematic Physiology em Dortmund, o Research Center em Jülich, o Physiological Institute of the Free University Berlin, o Institute for Synergetic Mathematics na Universidade de Stuttgart, e outros institutos de pesquisa de renome, seguimos a questão de saber até que ponto os ritmos vegetativos neurológicos que controlam funções corporais essenciais podem ser influenciados por ritmos externos. Reinhard Flatischler foi uma das primeiras pessoas a reconhecer que existem conexões aparentes. Ele começou um extenso trabalho com o chefe da rede de cooperação científica, Dr. Hans-Peter Köppchen (ex-diretor do Institute for Physiology na Free University de Berlin).

A morte prematura do Dr. Köppchen, no entanto, impediu a realização de pesquisas futuras. A avaliação dos resultados da pesquisa daquele tempo está sendo realizada atualmente com a ajuda da Physical-Technical Federal Agency em Berlim. Nossas observações até o presente, bem como os resultados de estudos paralelos, já mostram que existe uma conexão imediata entre o trabalho rítmico externo, como TaKeTiNa e os ritmos autônomos internos. A implementação desses resultados em cardiologia, medicina esportiva, fisiologia de alta performance, pesquisa de estresse e medicina geral já começou a acontecer.